28 de fevereiro de 2013

Como pode o protestantismo estar crescendo no Brasil se eles todos são divididos entre si?

Blog Evangelizando!

Olá amigos tire suas duvidas, sobre o que acontece dentro das Igrejas protestantes, vejam como supostamente eles são unidos que nada, isso de união é farsa dentro do protestantismo, não caia na lábia dos falsos profetas, veja:


Como pode o protestantismo estar crescendo no Brasil se eles todos são divididos entre si?
Querem provas?
Vamos lá:
IURD é contra a Assembléia de Deus, Congregação Cristã do Brasil é contra a Adventista, Adventista é contra a Testemunha de Jeová, Testemunha de Jeová é contra a Batista, e assim por diante...
Como pode o protestantismo estar crescendo se todos eles estão se digladiando?
PRESTEM ATENÇÃO:
Todo mundo já ouviu de algum pregador protestante a famosa expressão: “Nós o povo de DEUS e representamos 30% da população brasileira”.
Primeiro que não são 30%. São 22% , sendo que 6.000.000, aproximadamente, integram o grupo dos “sem igreja”, e neste caso os 22% representam mais ou menos apenas 19%. De 30% anunciados pelos pregadores televisivos para 19% existe uma diferença bem grande.
Segundo, tais pregadores que falam do “Povo de DEUS” não possuem condições de avaliar o que cada crente em cada denominação crê e pratica. Como assim? Ora, quem me GARANTE que todos os protestantes SÃO PRATICANTES?
Terceiro, neste suposto “Povo de DEUS” estão incluídos aqueles que são acusados de heresias por outros pregadores.
Sim. Não há um pregador que não acuse outros pregadores de heresias e não há um pregador que não tenha sido chamado de herege por outros pregadores protestantes. No entanto, quando surgem as estatísticas, como em um passe de mágica, todos voltam a ser “Povo de DEUS”, “Raça Eleita” e “Irmãos em Cristo.”

Como isto é possível, a não ser pelo fato de que o protestante crê na salvação pelo rótulo?
Ora, entre os 22% de evangélicos espalhados pelo país estão aqueles que pertencem à denominação cujo líder é favorável ao aborto. Encontram-se dentro deste percentual também aqueles que diziam que o Papa João Paulo II era a besta do apocalipse. Erraram feio, mas ainda que sejam falsos profetas continuam sendo respeitados e tem gente parando para escutar o que esses falsos “ungidos” pregam!
Dentro desse percentual encontram-se ainda aqueles que integram a denominação que defende a heresia de Ário. Encontram-se ainda os praticantes do evangelho judaizante, os defensores do casamento entre pessoas do mesmo sexo, os defensores do divórcio e aqueles que pregam a teologia da prosperidade…
A estes grupos acrescentamos os “sem Igreja”, os defensores da “teologia da determinação” e aqueles que praticam unção do cachorro, unção da vassoura, unção do helicóptero, unção do zoológico e unção da galinha, entre tantos outros grupos.
Que unidade "evangélica" é essa desse suposto “Povo de Deus”?
Estariam todos “salvos”, sendo tão divergentes entre si?
Nestes 22% que se autodenominam “Povo de DEUS” estão aqueles que disseram que 99% dos cantores evangélicos estão endemoniados. E curiosamente encontram-se também nos mesmos 22% os ditos endemoniados que, negando a acusação, dizem que seus algozes estão desesperados com a fuga de fiéis.
Incrível! Só no protestantismo tal ocorrência é possível. Integram o grupo dos “salvos” os acusados de terem demônios e seus acusadores. E todos se reconhecem como “irmãos em Cristo”.
Vamos considerar a máxima: “Se todos estão salvos, o que lhes favorece tal condição, mesmo que sejam divergentes entre si, e mesmo que uns acusem outros de heresias”?
A primeira coisa a considerarmos é que se todos acusam alguém no meio como hereges e todos são chamados de hereges em algum momento, podemos afirmar categoricamente que para o protestante heresia protestante não condena ninguém ao inferno.
Temos ainda no meio protestante quem goste da transferência de unção. Já tem doutrinador negando que Jesus Cristo é DEUS, mas apenas uma criação deste mesmo DEUS. Outros tantos praticam a doutrina que determina a vitória em nome de Jesus. Outros professam um Jesus patrocinador e adepto de dízimos no débito automático. Tem até Jesus operador de TV a cabo. Que horror!
As opções são muitas no protestantismo. O que não falta ao protestante é criatividade. Tem “Jesus” para todos os gostos.
Há também aqueles que praticam quebras de maldições e descarrego.
Temos ainda a unção da lama ou do chifre. Temos Jesus protestante adepto de fogueiras santas e desafios financeiros.
Tem unção do helicóptero e benção do aeroporto!
Tem teologia da regressão ao útero materno. Diz o protestante: “Deve ser tremendoooooo!!!”.
Tem quem determina sua vitória e faça exigências a DEUS para que suas “necessidades” sejam atendidas.
Tem até quem defenda que se deve tomar posição diante de DEUS. Não foi isto que Judas fez? Não foi ele que tomou posição diante do DEUS vivo?
Tem quem diz que DEUS irá restituir tudo que lhe foi tomado. Tomado por quem? DEUS está obrigado a restituir? Será que ele já não nos deu o bastante?
Tem pregador com cobra enrolada no pescoço e tem quem batize em parque de diversões.
Tem quem promova lutas para atrair público. Eu pensava que Jesus Cristo já era motivo mais do que suficiente para atrair as pessoas.
E todos são “irmãos em Cristo”, todos engrossam o “Povo de DEUS”, todos aparecem nas estatísticas como 22% da população brasileira e todos, sem exceção, vibram com a possibilidade de chegarem aos 50% em 2040.
Ou seja, ELES entram em guerras e depois para dizer que estão CRESCENDO se "unem".
Perceberam a malandragem?
Em outras palavras, no meio protestante, quem não pratica tais doutrinas se faz cúmplice de tais obras, ao assumir a condição de religião única evangélica ou quando se declara “irmão em Cristo” de um daqueles.
Todos os protestantes creem da mesma forma? Definitivamente não.
Um só DEUS. No protestantismo cada denominação ou cada cabeça cria seu próprio “deus” moldado conforme as necessidades pessoais.
Com toda certeza podemos dizer:
“PESQUISA DO IBGE, ESTATÍSTICA E RÓTULO DE ‘POVO DE DEUS’ NÃO SALVAM NINGUÉM”.
Não se deixem enganar pelos falsos profetas.

Fonte: Sou Feliz por ser Católico(a)

1 comentários:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog evangelizarr.blogspot.com.br - Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário que julgarmos inoportuno ou que não esteja de acordo com a política do blog.

Todos os Direitos Reservados. Tecnologia do Blogger.