31 de agosto de 2012

Como anunciar a verdade?

“Vamos, põe a roupa e o cinto, levanta-te e comunica-lhes tudo que eu te mandar dizer: não tenhas medo, senão, eu te farei tremer na presença deles” (Jr 1, 17).

Hoje, como no tempo do profeta Jeremias, o povo precisa de profetas que tivessem coragem para falar em nome de Deus. Muitas situações se apresentam contra a Lei do Senhor, contra a Sua vontade, por isso, Ele nos chama para sermos profetas do nosso tempo. Não podemos nos calar diante das injustiças, da imoralidade, da infidelidade, que são como ervas daninhas que se multiplicam a cada dia.
Cada pessoa, dentro de sua responsabilidade, precisa escutar a Deus na sua consciência e em seu coração e deixar-se conduzir por Ele. Nesse sentido, os pais tem um papel fundamental na educação dos filhos, na formação das consciências e dos corações de seus filhos. Em primeiro lugar, estes precisam amar profundamente os filhos, por que, quando vier uma situação na qual precisem expor a sua posição, eles não deixem de dizer a verdade. Seja por medo da reação dos filhos ou da interferência de outros, os pais precisam assumir seu papel de servidores da verdade em suas famílias.
O mesmo acontece no ambiente de trabalho. Como cidadãos, temos o direito e o dever de dizer a verdade, principalmente quando desta depende os pequeninos deste mundo. Não podemos deixar de dizer a verdade, pois muitos a procuram e, se não houver quem a anuncie, estes não a encontrarão. Enquanto cristãos, nosso dever se torna ainda maior, pois carregamos em nós a imagem e o nome do próprio Cristo, que entregou sua vida por amor a nós.
Nosso dever de cristãos, de anunciar a verdade de Jesus Cristo na Igreja é ainda mais urgente e necessária. Pois, o mundo precisa, cada vez mais, de testemunhas do Evangelho, de pessoas que tenham a coragem e a docilidade de Jeremias, que se deixou conduzir pelo Espírito. O Profeta teve que denunciar a idolatria e a infidelidade do Povo de Deus, para que se arrependesse de seu mau procedimento e voltasse para o Senhor.
Temos uma alta vocação, um chamado muito exigente, mas como Jeremias, corremos o risco de dizer: “Ah! Senhor Deus, não sei falar, sou uma criança” (Jr 1, 6). Podemos fugir assustados diante de tão grande responsabilidade. Mas, o chamado de Deus é irrevogável e, se Ele nos fez profetas, não adianta fugir, pois ele nos consagrou: “Antes de formar-te no seio de tua mãe, eu já te conhecia, antes de saíres do ventre, eu te consagrei e te fiz profeta para as nações” (Jr 1, 5).
O Senhor nos fez profetas antes de formar-nos no ventre de nossas mães e não há como fugir nem porque fugir. Pois, o profeta só se realizará proclamando a Palavra do Senhor, a verdade acerca da justiça e do amor. Mais do que nunca, o mundo precisa de pessoas corajosas, que não tenham medo de dizer aquilo que o Senhor mandar (cf. Jr 1, 17). Porém, diante de tamanha responsabilidade, temos que reconhecer que não estamos à altura, que precisamos de ajuda.
O próprio Senhor está conosco para nos salvar (cf. Jr 1, 8). Jesus Cristo nos dará o Espírito Santo, para que sejamos conduzidos, fortalecidos por Ele. Precisamos apenas ser dóceis ao Espírito. Nisso, Jesus também nos deu um auxílio, principalmente para os momentos de dificuldade. No alto da cruz, em meio a dores atrozes, Cristo nos deu Maria: “Eis tua mãe!” (Jo 19, 26). Jesus sabia os momentos de dificuldade e de provações que os seus discípulos passariam, por isso, Eles nos deu Nossa Senhora por Mãe.
Para que a Virgem Maria nos ajude a sermos fiéis à nossa vocação, precisamos apenas acolhê-la em nossa casa (cf. Jo 19, 27), em nossas vidas. Ela cuidará de nós, como cuidou de Seu Filho Jesus Cristo. Nossa Senhora nos formará, nos educará, como fez com o menino Jesus na humilde casa de Nazaré. Ela nos preparará para que, quando precisarmos ser profetas, não tenhamos medo de anunciar a Palavra de Deus, de falar a verdade, da qual o mundo de hoje tanto necessita.

0 comentários:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog evangelizarr.blogspot.com.br - Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário que julgarmos inoportuno ou que não esteja de acordo com a política do blog.

Todos os Direitos Reservados. Tecnologia do Blogger.